Home / Contato    


Brasília 28 de novembro de 2022

Notícias

28/10/2010
Emater-DF e SEAPA participam de ação de educação ambiental em Brazlândia

           Alunos do Centro de Educação Fundamental (CEF) do Incra 8, em Brazlândia, acompanharam palestras e exposições sobre meio ambiente e uso dos recursos hídricos. As atividades fizeram parte da primeira ação de educação ambiental do projeto Descoberto Coberto, realizada na última quinta-feira (14). O evento contou com a participação da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa-DF) e da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-DF), entre outros órgãos. 

           Com as ações de educação ambiental nas escolas, o projeto pretende conscientizar a comunidade rural sobre a importância da conservação dos solos e da recomposição das áreas de preservação, além de alertar os jovens desde cedo para a questão ambiental. A previsão é que mais 12 escolas recebam a visita do projeto.

           No estande da Emater-DF, os alunos puderam ver na prática o que a incidência direta da água das chuvas faz a um solo sem cobertura vegetal. Um simulador de erosão lançou água sobre um pedaço de terra nua, causando buracos e empossando água, enquanto o terreno com folhas, galhos e serragem permaneceu intacto.

           Ainda no espaço da Emater-DF, uma maquete comparou os efeitos de um solo conservado em uma área de maior abrangência. Além da erosão, um solo pobre não oferece pastagem e sombra para o gado, e prejudica o clima da região. No outro lado, um solo conservado auxilia na conservação das nascentes de água, evita erosões, e favorece a alimentação dos animais.

           O Instituto Brasília Ambiental (Ibram) explicou aos estudantes o que são Áreas de Preservação Permanente (APP) e Reservas Legais. De uma forma didática mostraram a importância da conservação dessas áreas e o benefício que trazem para a qualidade da água. A Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb) mostrou mapas ambientais aos alunos, e identificou onde ficam as áreas de preservação na região de Brazlândia.

           Já o estande da Seapa trouxe informações sobre o projeto Reflorestar, que dá apoio ao produtor rural que deseja revegetar a sua faixa de APP ou de reserva legal. Em geral, as árvores preferidas pelos produtores rurais são as frutíferas do cerrado, mas os técnicos da Seapa explicam que há espécies mais adequadas a certas áreas. “Em áreas muito úmidas, por exemplo, o ideal é plantar buriti ou babaçu”, afima Juliana Lopes Rodrigues, técnica do Núcleo de Proteção e Reabilitação Ambiental da Seapa.

           O Projeto – A equipe da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do DF (Adasa) explicou aos alunos como funciona o projeto Descoberto Coberto. Diversos órgãos do governo distrital e federal dão apoio aos produtores rurais da orla do Lago Descoberto para que seja feita a recuperação florestal das margens do lago. São feitas ações para diagnóstico ambiental da área, doação de mudas, plantio e manutenção das pequenas árvores. A adesão dos produtores rurais é voluntária e essencial para o sucesso do projeto.


 


    Apoio

                 

Copyright © 2010 Todos os Direitos reservados - Bacia do Rio Descoberto
Setor Ferroviário - Parque Ferroviário de Brasília - Estação Rodoferroviária, Sobreloja - Ala Norte
CEP: 70631-900 Brasília -DF - (61) 3961-4986 / 3961-4990